Avulso: Toques, 3:69

Calor - Está tudo pronto? - Sim, irmão. Meu barco irá partir com a lua nova.  Nos encontramos depois, finalmente na Itália! Eles alcançaram a Líbia após uma perigosa rota terrestre, mas agora, frente ao mar, teriam que se separar.  Abraçaram-se por muito tempo e se permitiram finalmente chorar. Três dias depois, enquanto se debatia... Continuar Lendo →

Avulso: Artes Visuais, 3:69

Fotografias Era a décima casa que o casal visitava. Eram recém-casados, exigentes e sonhadores. Lá dentro, se depararam com várias fotografias, que se amontoavam pelas paredes. Primeiro desconfiados, depois surpresos, viram que eram fotografias deles próprios! Imagens do nascimento dos filhos, da formatura da filha, de cachorros... Era a casa ideal. Mesmo quando o marido... Continuar Lendo →

Avulso: Culinária, 3:69

Sem tempero O grupo de homens e mulheres estava a dias andando, sem direção. O mato estava seco, o solo era estéril, a barriga corroía-se vazia. Já não mais aguentavam. O bando de carcarás estava a dias voando, a esmo. O céu estava quente, os cadáveres eram raros, a pele estava seca. Não se aguentavam... Continuar Lendo →

Avulso: Música, 3:69

"A three-six-nine is a very short work consisting of three stories of exactly sixty-nine words apiece. The stories are all written to a common theme, and each has its own title. The piece as a whole also has a title"* O Baterista A banda Calliandra finalmente estaria no Festival de Verão, televisionado ao vivo, em... Continuar Lendo →

Avulso: Fronteiras

Não mais reconheço essa cidade, onde tanto vivi. As ruas, avenidas e superquadras são as mesmas. A cor e contorno do lago não mudaram. Mas vejo uma tempestade vindo. E na ventania que a precede, levantam-se cinzas e fragmentos de papel picado, com miúdas letras apagadas; amontoando-se no meio-fio das calçadas. Quando embarquei no avião... Continuar Lendo →

Avulso: Borboletas

Não há como descrever o anoitecer de um deserto gélido. A sensação da primeira noite fica marcada em seu íntimo para todo o sempre. Enquanto o calor se esvai, o frio corta sua alma; a cada respiração, o álgido ar se crava em seu cerne. Sua pele petrifica-se, racha-se, como parte do solo em que... Continuar Lendo →

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑