Avulso: Toques, 3:69

31745c5412d8810e994ddef0a7523a16Calor

– Está tudo pronto?

– Sim, irmão. Meu barco irá partir com a lua nova.  Nos encontramos depois, finalmente na Itália!

Eles alcançaram a Líbia após uma perigosa rota terrestre, mas agora, frente ao mar, teriam que se separar.  Abraçaram-se por muito tempo e se permitiram finalmente chorar.

Três dias depois, enquanto se debatia nas águas geladas do Mediterrâneo, Kaled ainda sentia os braços e lágrimas de seu irmão o esquentando.

 

Frio

A astrobióloga retirou a luva e capacete. “Vejam, está chovendo!”, gritou animada. O grupo desconfiou se a atmosfera daquele planeta era mesmo segura, mas, bem… Por que não? Arriscaram.

“Então, como se sentem? Aposto que não existe algo assim nas Naves-Colônias!”, continuou ela, com a mesma empolgação.

“O que eu sinto?” refletiu o Engenheiro-Chefe. “Um enorme desperdício, tanta água caindo para nada e sobre nada, sem nem ser canalizada!”.

 

Textura

Foi apenas um breve descuido, mas ela não viu a curva. A estrada pela Serra do Mar já era conhecida como traiçoeira. O carro capotou pelo barranco uma, duas, cinco vezes, com aquela imagem do oceano-céu-chão, oceano-céu-chão, repetindo-se à cada volta.

Disseram-lhe que nunca mais sentiria os pés. Nem o áspero dos granitos ou a areia quente. Até mesmo as cócegas horríveis que seu namorado lhe fazia, seriam nostálgicas.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: